Ultimas Notícias

Ônibus de transporte coletivo é incendiado em Presidente Prudente; suspeitos citam retaliação por morte de homem durante intervenção policial

Uma mulher, de 38 anos, foi presa após confessar ter comprado o combustível utilizado no crime.

Um ônibus de transporte coletivo urbano foi incendiado na noite desta terça-feira (23), no terminal urbano da zona leste, em Presidente Prudente (SP). Uma mulher, de 38 anos, confessou ter comprado a gasolina utilizada no incêndio e foi presa.

O motorista relatou aos policiais militares que havia estacionado o veículo no terminal, localizado na Avenida Tancredo Neves, para ir ao banheiro e, ao sair, se deparou com três pessoas próximas ao ônibus. Os suspeitos disseram para ele ficar quieto pois iriam atear fogo no transporte devido a morte de um colega do bairro.

Os envolvidos entraram no ônibus, lançaram gasolina e atearam fogo. Em seguida, eles fugiram do local.

Os policiais foram até um posto de combustíveis e tiveram informações de que uma mulher havia comprado R$ 25 de gasolina no local. Ela teria entregado o combustível a um homem que é irmão de um rapaz que foi morto em decorrência de uma intervenção policial nesta terça-feira.

A mulher, de 38 anos, foi encontrada próximo ao local e, ao ser questionada, confessou ter comprado a gasolina e entregado ao irmão da suposta vítima. Na companhia de dois adolescentes, o suspeito havia dito que “ia por fogo” no veículo.

Um dos menores de idade citado pela mulher foi abordado no bairro e negou a participação no crime, alegando que não sabia nada a respeito.

Os policiais apresentaram fotos do homem que recebeu a gasolina ao motorista, que o reconheceu “com bastante certeza”. Em relação aos adolescentes, o condutor disse ter dúvidas.

Diante dos fatos, a mulher e o adolescente encontrado foram levados até a Delegacia de Polícia Civil. O homem e o outro menor de idade não foram localizados até o momento.

Eles não deixaram o motorista recolher os pertences que estavam no interior do veículo.

Suposta retaliação

Durante o depoimento, o motorista contou que deixou o ônibus estacionado no local, porém ligado, para ir até o banheiro. No veículo não havia passageiros e ele estranhou a movimentação de algumas pessoas ao redor quando retornou.

Um dos suspeitos abriu a porta traseira do ônibus e outros dois vieram em sua direção, sendo um deles com um pedaço de pau nas mãos que chegou a “encostar a perna”, como se quisesse chutá-lo, mas não o agrediram.

Um dos suspeitos mencionou que “mataram um dos nossos lá e a gente veio aqui para queimar o ônibus e você fica na sua”. Em seguida, presenciou as chamas consumindo o ônibus, principalmente na parte superior do chassi.

Contou ainda que os pertences pessoais, tanto os documentos, quanto o celular, estavam dentro do ônibus e provavelmente foram queimados.

O motorista não reconheceu o adolescente encaminhado à delegacia, suspeito de ter participado do crime.

O menor de idade negou qualquer envolvimento com os fatos, bem como ter ido até um posto de combustíveis com o suspeito mencionado pela mulher.

Após ser ouvido, o adolescente foi liberado à mãe.

A mulher que confessou ter adquirido a gasolina foi presa em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça.

g1 solicitou um posicionamento sobre o caso para a Prefeitura de Presidente Prudente, a Sancetur, empresa responsável pelo transporte coletivo, e a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Porém, até a última atualização desta reportagem, não obteve retorno. (Por g1 Presidente Prudente)

Ônibus de transporte coletivo urbano é incendiado, em Presidente Prudente (SP) — Foto: Polícia Civil

About admin

Verifique também

Organizadores da equipe de futebol do bairro Pé de Galinha são homenageados

Gilmar e Delei receberam troféus pelos relevantes serviços prestados em prol ao time do bairro …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.