Ultimas Notícias

Adolescente é apreendido suspeito de matar a tiros rapaz de 22 anos em Caiabu

Crime foi registrado neste domingo (3). Vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu

A Polícia Civil investiga a morte de um rapaz, de 22 anos, que foi registrada neste domingo (3), em Caiabu (SP). Um adolescente, de 17 anos, foi apreendido suspeito de cometer o crime.

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência com vítima alvejada por arma de fogo.

A equipe então foi ao local, que se trata de um Barracão da Prefeitura – Associação, na Rua Domingos Macedo de Souza, cruzamento com a Rua Mazine Machado.

Quando os policiais chegaram barracão, já não havia ninguém. Porém, uma pessoa não identificada, mencionou que, minutos antes, teria havido uma briga no local. Em seguida, a PM seguiu mais a frente onde estava estacionada uma picape de cor branca, com placas de Presidente Prudente, e havia algumas pessoas aglomeradas.

Na ocasião, a equipe policial soube que a vítima conduzia o referido veículo, acompanhado de sua namorada no banco do passageiro e outras duas pessoas na parte de trás da picape, quando viu o suspeito em frente ao Barracão da Prefeitura.

A vítima acabou parando o veículo e, ao questionar o que havia, acabou sendo atingido por três disparos de arma de fogo efetuados pelo adolescente. O homem foi socorrido para a Santa Casa de Martinópolis, onde foi a óbito.

Os policiais militares tomaram conhecimento de que o adolescente, logo após os disparos, fugiu para um descampado. Foram realizadas diligências para localizar o suspeito, mas não houve sucesso.

Foram requisitados exames periciais e necroscópico para veículo e vítima, respectivamente.

Caso foi registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil em Presidente Prudente — Foto: Stephanie Fonseca/G1

‘Disposto a se entregar’

Ainda de acordo com o Boletim de Ocorrência, enquanto os policiais estavam na Delegacia da Polícia Civil, o irmão do adolescente suspeito e um vizinho fora, até a unidade. Eles disseram aos policiais militares que o adolescente teria chegado em sua casa e estaria disposto a se entregar. Em seguida, a polícia foi até a residência do suspeito.

O adolescente, que estava na presença de sua genitora, contou aos policiais que possuía algumas escoriações nos membros inferiores e costas, por ter ingressado no meio do mato durante a fuga. Ele também falou sobre um ferimento interno nos lábios, que, segundo ele, era decorrente de um soco que recebeu de um dos rapazes que brigou durante a festa que participou.

Diante da informação de que o adolescente havia utilizado uma arma de fogo para cometer o crime, a polícia questionou onde estava o objeto. O adolescente alegou que havia efetuado quatro disparos com um revólver de calibre 38 e quando fugiu jogou a arma no interior de uma mata, há cerca de quatro quilômetros do local do crime.

Na tentativa de localizar a arma de fogo utilizada no homicídio, os policiais militares, para evitar risco de fuga, algemaram o adolescente e, acompanhados dele, rumaram a pé para referida mata. Lá, após várias buscas, não conseguiram localizar o revólver.

A polícia ainda informou que enquanto estavam no local, onde se encontrava o veículo da vítima, algumas pessoas mencionaram que a arma de fogo utilizada pelo adolescente teria sido emprestada por uma pessoa moradora do Bairro Ouro Branco, distrito de Caiabu. No entanto, o adolescente afirmou que a arma de fogo lhe pertencia e teria a adquirido em Presidente Prudente (SP), na linha férrea, em troca de pedras de crack. (Por G1 PP)

About admin

Verifique também

Centro de Memórias de Mariápolis faz exposição especial às crianças

Objetivo foi mostrar às crianças diversos objetos e brinquedos antigos As crianças do Projeto Raios …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.