Ultimas Notícias

Bombeiros reproduzem foto de infância e ganham repercussão nas redes sociais

Os quatro primos que se tornaram bombeiros reproduzem a foto antiga (Reprodução).

Na casa da avó Lair, os encontros entre os primos da família Campagnoli eram frequentes. Almoços, festas juninas e as brincadeiras de criança ajudaram a estreitar os vínculos que permanecem entrelaçados até hoje – inclusive no âmbito profissional. E é no Corpo de Bombeiros que eles compartilham as experiências pessoais e profissionais, o que resgata a memória de um passado que ficou marcado pela união, registrado em uma fotografia.

Há algumas semanas, a montagem de fotos que retrata o antes e depois dos primos ganhou repercussão nas redes sociais. Na imagem, registrada no posto do Corpo de Bombeiros em Penápolis (SP), os quatro reproduziram as posições, gestos e olhares da infância, comparação que mostra o crescimento pessoal dos militares. Um deles é o soldado-PM Pedro Carlos de Souza Campagnoli Junior, do 14º Grupamento de Bombeiros, em Presidente Prudente.

Foto antiga dos quatro primos (Reprodução).

A fotografia antiga foi resgatada pelo bombeiro Bruno Nascimento Campagnoli, o segundo a entrar na corporação junto com José Otávio Magaine, atuantes na Região Metropolitana e em Ilha Solteira (SP), respectivamente. Antes deles, Gabriel Campagnoli Magaine, hoje em Penápolis, já atuava na profissão, sendo Pedro o último a ingressar. “Nunca imaginaríamos que [a foto] teria essa repercussão, foi uma surpresa muito boa”, afirma Pedro.

Vocação: salvar vidas

O bombeiro conta que a felicidade compartilhada entre eles devido ao alcance da publicação reflete no orgulho, tanto para os primos, quanto para a família, que tem histórico na segurança pública do Estado de São Paulo. “Em 2005, meu tio Paulo Sérgio estava no Curso de Bombeiros para Sargentos, e convidou minha família para a formatura”, lembra Pedro. “Fomos todos prestigiá-lo, e foi nesse dia, com 10 anos, que decidi que iria lutar para estar ali no meio do pátio vestindo esta farda”, lembra. 

Além da vocação para salvar vidas, a determinação dos bombeiros militares contribuiu para que entrassem na corporação, palavra-chave que resume o profissional que atua nesta área. Até o momento eles não tiveram a oportunidade de dividirem o mesmo Quartel, mas chances não faltarão. “Ainda não trabalhei com nenhum dos meus primos, mas tenho muita vontade”, afirma Pedro, que agradece o retorno daqueles que compartilharam a montagem das fotos. (Fonte: O Imparcial/Presidente Prudente). 

Os quatro primos se tornaram bombeiros (Reprodução).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.