Ultimas Notícias

Ex-funcionários da antiga Floralco planejam manifestação para cobrar pagamentos

Um grupo de ex-funcionários da antiga Usina Floralco e Agro Bertolo de Flórida Paulista estão planejando uma manifestação para reivindicarem e cobrarem o Poder Judiciário sobre o pagamento de salários, acertos e direitos trabalhistas que são fruto da prestação de serviços quando a empresa ainda estava em atividade.

Os organizadores da manifestação entraram em contato com o jornal e site Folha Regional onde informaram que a situação está insustentável e que muitos dos trabalhadores estão passando por necessidades, sem emprego e sem ter como arcar com suas despesas mensais, pagamentos de dívidas e outras obrigações.

O que mais deixa os trabalhadores indignados, segundo o grupo, é que o atual comprador da usina e suas terras efetuou o pagamento a vista de quase R$ 54 milhões, além de valores arrecadados com o leilão de diversos bens e propriedades que também foi realizado e que estão sob os cuidados de uma administradora judicial, porém, nenhuma informação ou satisfação é dada aos mesmos que se vêm de mãos atadas e injustiçados diante da situação que é tratada como descaso pelos mesmos.

“Merecemos uma resposta da Justiça, uma atenção especial à causa. Estamos a exatos 10 anos esperando e já não dá mais para prorrogar ou esperar para termos aquilo que é nosso direito”, desabafaram.

A recuperação judicial da empresa teve início em 2010; a extinta Usina Floralco e Agro Bertolo tiveram a falência decretada em julho de 2017. Nossa reportagem entrou em contato com o Fórum da comarca de Flórida Paulista e aguarda um posicionamento da Justiça sobre os fatos. (Folha Regional / FOTO: Drone Folha Regional)

DCIM\100MEDIA\DJI_0041.JPG

About admin

Verifique também

Adolescente é apreendido suspeito de matar a tiros rapaz de 22 anos em Caiabu

Crime foi registrado neste domingo (3). Vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.