Ultimas Notícias

Morador de Caiabu internado com suspeita de Covid-19 morre no Hospital Regional

Vítima estava internada no Hospital Regional de Presidente Prudente — Foto: Wellington Roberto/G1

Um homem, de 64 anos, morador de Caiabu, internado com suspeita de Covid-19 morreu nesta quarta-feira (8), no Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente.

Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde de Caiabu, a vítima foi internada no HR no dia 24 de março para realização de cirurgia eletiva, recebendo alta hopsitalar no dia 25 de março.

Quando voltou para sua casa, o quadro de saúde da vítima evoluiu para sintomas respiratórios, sendo encaminhada pela família no dia 5 de abril diretamente ao Hopsital Regional.

O homem foi direcionado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 5 de abril, onde foi coletado exame devido à suspeita de infecção por coronavírus, o qual ainda é aguardado.

Familiares e pessoas que mantiveram contato com o paciente foram orientados a manter isolamento domiciliar por 14 dias, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com nota enviada pelo HopsitaL Regional, onde a vítima estava internada, o quadro de saúde evoluiu e ela veio a óbito nesta quarta-feira (8).

“É importante ressaltar que a unidade segue todos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, Governo do Estado de São Paulo e diretrizes internas sobre a Covid-19”, acrescentou o HR.

Calamidade pública

Em documento publicado nesta quarta-feira (8), a Prefeitura de Caiabu decretou estado de calamidade pública, bem como a adoção de medidas de prevenção ao contágio da Covid-19.

Conforme o decreto, durante a pandemia provocada pelo coronavírus. o município de Caiabu adotará como suas, seguirá e ajudará aplicar as normas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Governo Federal, ao que se refere às restrições ou ao exercício de atividades e medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública.

O documento ainda definiu que normas de funcionamento das repartições públicas e de higiene aos estabelecimentos de serviços essenciais, assim declarados os governos Federal e Estadual, serão tratadas mediante ato do chefe do Poder Executivo. (Por G1 Presidente Prudente e TV Fronteira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.