Ultimas Notícias

SP anuncia que vai vacinar todos adultos contra a Covid até 20 de agosto; adolescentes de 12 a 17 anos serão imunizados a partir de 23 de agosto

Adolescentes grávidas ou jovens com comorbidades serão os primeiros a serem vacinados, do dia 23 até dia 5 de setembro. Depois, a partir do dia 6, todos os adolescentes a partir dos 12 anos serão vacinados até o dia 30 do mesmo mês

O governo de São Paulo anunciou em coletiva de imprensa neste domingo (11) que pretende terminar a vacinação da primeira dose de adultos contra a Covid-19 no estado até 20 de agosto. A vacinação de adolescentes, de 12 a 17 anos, também foi anunciada e deve começar a partir do dia 23.

“Isso significa 26 dias a menos do que o prazo anterior, que era de 15 de setembro. Uma excepcional notícia. A data final da vacinação de pessoas com mais de 18 anos com pelo menos uma dose, o que antecipa o nosso dia da esperança”, afirmou o governador João Doria.

As prefeituras têm autonomia para definir calendários próprios e, em alguns casos, as cidades já iniciaram vacinação de pessoas com menos de 37 anos.

Veja as novas datas do cronograma estadual:

  • 8 a 14 de julho – 37 a 39 anos
  • 15 a 18 de julho – 35 e 36 anos
  • 19 de julho a 4 de agosto – 30 a 34 anos
  • 5 a 12 de agosto – 25 a 29 anos
  • 13 a 20 de agosto – 18 a 24 anos
  • 23 de agosto a 5 de setembro – adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência ou comorbidade
  • 6 a 19 de setembro – adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidade
  • 20 a 30 de setembro – adolescentes de 12 a 14 anos sem comorbidade

Segundo Doria, a antecipação decorre de compra direta de vacinas prontas pelo estado da vacina Coronavac, da fabricante chinesa Sinovac.

“A antecipação é fruto da aquisição da Coronavac realizadas pelo governo do estado de São Paulo, sob responsabilidade, custo do estado, junto ao laboratório Sinovac. Nós já havíamos anunciado aqui, aliás, há bastante tempo, que tínhamos adquirido 30 milhões de doses da vacina Coronavac, do laboratório Sinovac – 2,7 milhões dessas doses já chegaram, já estão no centro que fará a distribuição e a aplicação desta vacina aqui do estado”, disse Doria.

Aplicação da vacina contra Covid-19 — Foto: Reprodução/EPTV

Do novo grupo anunciado, adolescentes grávidas ou jovens com comorbidades serão os primeiros a serem vacinados, do dia 23 até dia 5 de setembro. Depois, a partir do dia 6, todos os adolescentes a partir dos 12 anos serão vacinados até o dia 30 do mesmo mês. No total, o grupo tem cerca de 3,2 milhões de pessoas no estado.

Para o secretário da Saúde, Jean Gorynchten, o objetivo a partir de agora é vacinar quem circula e transmite a doença.

“Nesse segunda fase [depois da vacinação de idosos e pessoas com comorbidades] nós estamos protegendo muito mais os jovens, que são exatamente aqueles que circulam e transmitem o vírus. Muitos deles que não se preocupam com as regras e ritos sanitários. Dessa forma, também impactaremos a redução do número de casos”, disse.

Como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, até agora, apenas a vacina da Pfizer para adolescentes, os representantes do governo foram questionados se elas seriam guardadas para o grupo, o que foi negado. Segundo Regiane, só a vacina da AstraZeneca está sendo armazenada.

“Toda vacina que chegar da Pfizer será utilizada para esse público que estamos trabalhando, de até 18 anos. Porque nesse mês de julho, temos uma previsão de entrega da Pfizer. Em agosto, já foi sinalizado que essa compra será maior e mais vacinas chegarão da Pfizer. Por isso que com o calendário do Ministério da Saúde, do Programa Nacional de Imunização, podemos avançar”, disse.

“Nós não guardamos estoque, nós mantemos aquilo que o Ministério da Saúde coloca e nesse momento a recomendação do Programa Nacional de Imunização é que as doses que vêm chegando a todos os estados é que se guarde a vacina da AstraZeneca porque ela já vem para a 2ª dose, então já estamos trabalhando nessa perspectiva”, completou.

Questionado sobre os estudos realizados na China sobre a segurança da Coronavac em crianças com mais de 3 anos, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, respondeu que os estudos foram encaminhados à Anvisa.

“Esperamos que seja incorporada essa utilização [em crianças] no uso emergencial, sem a necessidade de estudos adicionais aqui no Brasil”, afirmou Covas. (Por G1 SP)

Calendário de vacinação anunciado no dia 11 de julho — Foto: Reprodução

About admin

Verifique também

Centro de Memórias de Mariápolis faz exposição especial às crianças

Objetivo foi mostrar às crianças diversos objetos e brinquedos antigos As crianças do Projeto Raios …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.