Ultimas Notícias

Em Flórida Paulista, homem faz pedido antes de morrer e chope é servido durante seu velório

Chope foi servido durante o velório do empresário Ari Gonçalves Soares, que fez esse pedido em vida (Reprodução/G1).

A despedida ao empresário Ari Gonçalves Soares, de 56, de Flórida Paulista, que morreu nesta segunda-feira (5) vítima de câncer, foi marcada por uma iniciativa pouco comum, o que chamou a atenção e repercutiu em toda a região. O caso foi destaque em uma reportagem do G1.

Atendendo pedido do empresário, foram colocados dois barris de chope no velório municipal da cidade, nesta terça-feira (6), para consumo de familiares e amigos que foram ao local prestar-lhe as últimas homenagens póstumas. Os dois barris totalizaram 100 litros da bebida. O velório ocorreu das 9h ao meio dia.

Chope foi servido durante o velório (Reprodução/G1).

A reportagem do G1 destaca que a iniciativa inusitada não representava qualquer indiferença com a morte do empresário. A intenção foi atender um pedido dele, manifestada em vida. Até a marca da bebida foi escolhida por Ari.

As providências para a instalação das chopeiras foram tomadas pelo amigo Ramon de Oliveira Dellaqua. “Ele sempre falava sobre esse desejo. Ari era uma pessoa positiva, alegre, feliz, extrovertida e era dessa forma que ele queria que fosse sua despedida, sem tristeza e dor”, contou Dellaqua ao G1.

Outro desejo do empresário também foi atendido. Ele pediu que seu corpo fosse cremado, o que ocorreu após o velório, em um crematório em Araçatuba. As cinzas de Ari Gonçalves Soares serão jogadas no mar, em Balneário Camboriú (SC). “As coisas aconteceram como ele queria. Nós bebemos e relembramos todas as histórias boas que vivemos com ele, sem tristeza e negatividade”, disse Dellaqua ao G1.

O empresário morreu após travar uma luta contra um câncer de pâncreas (Reprodução/G1).

Reações

O amigo que liderou a homenagem, Ramon de Oliveira Dellaqua, disse ao G1 que algumas pessoas não entenderam a homenagem, o que até rendeu críticas. “Pessoas que não tinham conhecimento do desejo do Ari fizeram críticas em redes sociais e julgaram o que foi feito. Isso não importa. O que importa é que realizamos o que ele mais queria”, ressaltou.

Chope foi servido durante o velório (Reprodução/G1).

Ele contratou os serviços de chope em Adamantina.  Segundo o G1, o proprietário da choperia, Luiz Alexandre Santos Hagui, falou que de início pensou ser uma brincadeira, mas logo percebeu que realmente era verdade. “Foi uma experiência diferenciada. Não imaginava que isso aconteceria, pois nunca tinha oferecido esse tipo de serviço. Mas depois entendi que era a vontade do Ari e que ele queria as pessoas felizes”, reconheceu.

De acordo com o G1, o empresário lutava contra um câncer no pâncreas, mas não resistiu. Ele morreu na noite desta segunda-feira (5), na Santa Casa de Misericórdia de Flórida Paulista, onde estava internado. Ele deixou a esposa e dois filhos, de 24 e 32 anos. (Com informações do G1)

Ari Gonçalves Soares teve pedidos atendidos (Reprodução/G1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.