quarta-feira , 21 abril 2021
Home / Notícias / Funcionário de prefeitura é preso por vender combustível da frota municipal

Funcionário de prefeitura é preso por vender combustível da frota municipal

O caso veio tona na manhã da segunda-feira, quando um comprador foi flagrado e confessou que havia pago R$ 50,00 num galão de gasolina (Foto: Cedida).

Um servidor da Prefeitura de Tupã foi detido pelo crime de desvio de combustível de veículos da Secretária de Saúde de Tupã.
O caso veio tona na manhã da segunda-feira (05), quando um comprador foi flagrado e confessou que havia pago R$ 50,00 num galão de gasolina.
Policiais Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Tupã conseguiram esclarecer a denúncia de desvio de combustível e a equipe de policiais da DIG foram até uma oficina, onde, segundo a denúncia, o combustível furtado era armazenado.
Na oficina, foi apreendido um galão de 20 litros com gasolina, que o funcionário da prefeitura havia acabado de deixar.
O proprietário do estabelecimento afirmou ter pago R$ 50,00 pelo galão. Ele foi levado para a Central de Policia Judiciária e deverá responder pelo crime de receptação.
Os policiais civis também conseguiram localizar e deter o funcionário da prefeitura acusado pela venda, que confessou o crime. Ele prestou depoimento na Delegacia de Polícia Judiciária, onde foi autuado pelo crime de furto.
Agora as investigações devem continuar para identificar e localizar novos compradores do combustível possivelmente desviado da frota municipal. Não está descartado a participação de outros servidores públicos no esquema.
O funcionário público trabalha na Prefeitura Municipal de Tupã há aproximadamente 10 anos. O caso será investigado também pela Prefeitura Municipal, que aguarda parecer do departamento jurídico para decidir sobre o futuro do funcionário acusado pelo crime. Por: Site Tupã Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.