quarta-feira , 21 abril 2021
Home / Notícias / Acusados de matar adolescente no poliesportivo são absolvidos pela Justiça

Acusados de matar adolescente no poliesportivo são absolvidos pela Justiça

Adolescente Joeder Costa foi morto em outubro do ano passado e acusados são absolvidos pela Justiça pelo argumento da legítima defesa (Foto: Facebook).
Adolescente Joeder Costa foi morto em outubro do ano passado e acusados são absolvidos pela Justiça pelo argumento da legítima defesa (Foto: Facebook).
Adolescente Joeder Costa foi morto em outubro do ano passado e acusados são absolvidos pela Justiça pelo argumento da legítima defesa (Foto: Facebook).

Os dois rapazes acusados de matar o adolescente Joeder Costa, de 16 anos, em outubro passado, durante um evento de rodeio no recinto poliesportivo, foram absolvidos pela Justiça (Processo 0003212.24.2016.8.260081). A defesa dos acusados foi baseada no argumento da legítima defesa. A notícia é manchete da edição de hoje (16) do Jornal Diário do Oeste.
Segundo a reportagem, a audiência que culminou com a absolvição de L.H.S. e D.L.S. foi realizada em 14 de fevereiro passado. Os dois foram acusados pelo crime de homicídio qualificado, por terem matado o adolescente com o emprego de canivete, por motivo fútil e por meios que impossibilitaram a defesa da vítima.
O crime foi em 6 de outubro e os dois acusados foram rapidamente identificados e capturados horas depois pela Polícia Militar, em Mariápolis. Eles estavam presos desde então, aguardando julgamento. Na época dos fatos foi noticiado que uma rixa externa e anterior ao evento teria levado à tragédia.
A defesa dos dois acusados foi feita pelos advogados Siderley Godoy Júnior e Renato Bento Barbosa e, com base no depoimento das vítimas e testemunhas, sustentaram as teses da legítima defesa e ausência e ausência de autoria, acolhidas pelo Poder Judiciário, na audiência realizada em 14 de fevereiro. No dia seguinte ambos foram colocados em liberdade.
O processo levou quatro meses para ser julgado. Segundo seus advogados, “no transcorrer da instrução processual ficou claramente demonstrado que o fato somente ocorreu como forma de um dos acuados se defender das agressões que vinha sofrendo”, diz a reportagem do Diário do Oeste. Embora caiba recurso à decisão da Justiça, os advogados acreditam que dificilmente haverá modificação no resultado do julgamento.

O caso

O adolescente Joeder Costa, de 16 anos, quem era morador no Parque do Sol, morreu no dia 6 de outubro ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa de Adamantina, depois de ser esfaqueado em um evento de rodeio que acontecia na cidade.
Uma divergência externa, anterior, e sem qualquer relação com o evento, acabou sendo resolvida dessa maneira, no interior do recinto.
Após o ocorrido, a equipe de pronto-socorristas do evento prestou o socorro imediato, contendo a vítima e fazendo a remoção do mesmo, com ambulância, ao pronto-socorro, para os atendimentos complementares.
Imediatamente, após a notícia do crime, a Polícia Militar foi acionada e em posse das informações sobre os suspeitos, e suas características, foram iniciadas as buscas, no sentido de capturar os autores e detê-los, o que ocorreu poucas horas após o crime, quando duas pessoas foram presas em Mariápolis. (www.sigamais.com)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.