domingo , 16 dezembro 2018
Home / Notícias / Mariápolis participa dos resultados do Projeto Microbacias II na região da CATI

Mariápolis participa dos resultados do Projeto Microbacias II na região da CATI

Autoridades de Mariápolis e os membros da Assomar participaram do evento. Foto: Cedida
Autoridades de Mariápolis e os membros da Assomar participaram do evento. Foto: Cedida
Autoridades de Mariápolis e os membros da Assomar participaram do evento. Foto: Cedida

O prefeito Val Dantas, vereadoras Aparecida R. Sensiareli e Lucimar Barbosa, engenheiro agrônomo da CATI Wagner Dantas Pereira, diretor de Agricultura Alcionio Moura, presidente da Associação dos Produtores Rurais de Mariápolis e Região (ASSOMAR) Devanir Sensiarelie demais membros participaram na manhã do dia 9, sexta-feira, dos resultados do Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado na região.

A CATI Regional Dracena, comandada pelo engenheiro agrônomo Luiz Alberto Pelozo, organizou o evento que teve cerca de 180 pessoas entre produtores, presidentes de organizações rurais, técnicos e lideranças políticas locais para apresentação dos resultados do Projeto citado projeto.

De acordo com as informações, ao todo foram investidos R$ 17 milhões em 10 municípios, os quais tiveram ainda estradas rurais readequadas, Casas da Agricultura reformadas, além de toda a mudança social patrocinada com a geração de novos empregos e o maior acesso ao mercado conquistado pelas 13 organizações rurais que apresentaram e tiveram aprovadas 19 Propostas de Negócio.

A CATI Regional Dracena está entre as Regionais que mais se destacaram em todo o Estado, atendendo diversificadas cadeias produtivas e ficando, em termos de valores investidos, atrás somente da CATI Regional Registro. Luiz Pelozo afirmou “ter a sensação de dever cumprido” e contou que todas as organizações que participaram do Projeto Microbacias II foram organizadas e formalizadas ainda em 2000, quando teve início no Estado de São Paulo o Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas (PEMH).

“Acompanhar essas organizações e verificar o quanto elas se fortaleceram e conquistaram ao longo desse tempo nos deixa muito orgulhosos. Eles precisavam desse apoio das políticas públicas para poderem crescer e alcançar um novo patamar, melhorando a qualidade e a oferta de produtos, e com isso garantiram o acesso aos novos mercados, foco do Microbacias II. Agora, nosso compromisso é auxiliá-los na gestão de seus negócios, para que continuem crescendo”, afirmou Pelozo.

Outro diferencial das Propostas de Negócio aprovadas pela CATI Regional Dracena foi a diversidade das cadeias produtivas atendidas. “Tivemos sete Propostas de Negócio na cadeia produtiva do leite, seis na cadeia de hortifrúti, três em projetos da cadeia do  urucum, duas da cafeicultura e uma da piscicultura”, conta, orgulhoso, o diretor da CATI Regional, que agradeceu toda a equipe da Regional, a qual se empenhou em atender às expectativas das organizações rurais.

O assessor técnico da Secretaria de Agricultura de Abastecimento (SAA), José Luiz Fontes, compareceu ao evento representando o secretário Francisco Jardim. O engenheiro agrônomo Fontes, que foi coordenador da CATI e gerente técnico do PEMH, acompanhou todas as negociações junto ao Banco Mundial para a aprovação tanto do PEMH, de 2000 a 2008, como a implantação do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável (PDRS) – Microbacias II – Acesso ao Mercado, que teve início em 2008 e término este ano de 2018, atendendo mais de 300 associações de produtores rurais em todo o Estado de São Paulo. (jornalismo@cati.sp.gov.br)

Engenheiro Wagner, prefeito Val Dantas, engenheiro Pelozo e demais autoridades. Foto: Cedida.
Engenheiro Wagner, prefeito Val Dantas, engenheiro Pelozo e demais autoridades. Foto: Cedida.
Autoridades de Mariápolis e os membros da Assomar participaram do evento. Foto: Cedida
Autoridades de Mariápolis e os membros da Assomar participaram do evento. Foto: Cedida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *