segunda-feira , 14 outubro 2019
Home / Artigos / Polícia Civil recebe menção de elogio em Semana Jurídica promovida pela UniFAI

Polícia Civil recebe menção de elogio em Semana Jurídica promovida pela UniFAI

Representantes da Polícia Civil de Adamantina, OAB e da UniFAI (Foto: Polícia Civil)

Na noite de terça-feira (13), durante a 24ª Semana Jurídica promovida pelo curso de direito do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI), a Polícia Civil de Adamantina recebeu menção de elogio referente à sua atuação em colaboração com o ensino jurídico promovido pela instituição de ensino.

A citada referência ocorreu durante a composição da mesa de honra referente à palestra ministrada pelo advogado, consultor jurídico e docente em direito previdenciário Prof. Dr. Luiz Gustavo Boiam Pancotti. Ele abordou o tema “A insegurança jurídica gerada pela PEC 06/2019”.

Durante a menção foi destacada a importância de parcerias firmadas pela instituição de ensino com a Polícia Civil, em especial com o Núcleo Especial Criminal (Necrim) e a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), onde estudantes do curso de direito têm a possibilidade de participar de atividades inerentes à área de atuação do Núcleo e Delegacia especializada.

Delegado de polícia seccional de Adamantina, Carlos Roberto Vasconcelos, e o coordenador do curso de direito, Igor Terraz Pinto (Foto: Polícia Civil).

O evento contou também com a presença de diversas autoridades, como o advogado e presidente da OAB local, Marco Aurélio Figueiredo; o delegado de polícia seccional de Adamantina, Carlos Roberto Vasconcelos, bem como os delegados de polícia Celso Pardo Soares, Patrícia Tranche Vasques (titular da DDM de Adamantina) e também com docentes do curso de direito, com destaque ao coordenador do curso, Igor Terraz Pinto e às professoras e advogadas Fernanda Stefani Butarelo, Ana Carolina Parra Lobo e Mariângela Conceição Vicente Bergamini de Castro.

Houve também uma homenagem ao Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), vinculado ao Poder Judiciário de Adamantina. 

Evento segue até a sexta-feira

A 24ª Semana Jurídica da UniFAI é organizada pela coordenação do curso de Direito com o apoio da Pró-Reitoria de Ensino, Associação Atlética Acadêmica de Direito, Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Escola Superior do Ministério Público (ESMP), Polícia Civil, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subsecção de Adamantina e Associação dos Advogados de São Paulo (AASP).

A cerimônia de abertura, na noite desta segunda-feira (12), contou com a presença de autoridades acadêmicas, políticas e de organizações da sociedade civil, além de docentes do curso de direito, estudantes e profissionais da área.

Após a solenidade de abertura, o promotor de Justiça e docente na ESMP Prof. Dr. Roberto Barbosa Alves, doutor em Direito Processual pela Universidad Complutense de Madrid, na Espanha, e autor e tradutor de diversas obras jurídicas, ministrou palestra sobre “A natureza da menoridade penal e o Direito brasileiro”.

Na noite de terça-feira (13) o advogado, consultor jurídico e docente da Pós-Graduação em Direito Previdenciário na Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Centro Universitário de Cascavel (Univel), ambos no Paraná, no Centro Universitário Eurípides de Marília (Univem) e no Centro Universitário Toledo (UniToledo) Prof. Dr. Luiz Gustavo Boiam Pancotti, doutor em direito previdenciário pela Universidade de São Paulo (USP) e em direito pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), em Jacarezinho (PR), abordou o tema “A insegurança jurídica gerada pela PEC 06/2019”.

Semana Jurídica segue até sexta-feira, no auditório do campus 2 (Foto: UniFAI).

Na quarta-feira (14), os participantes puderam conferir a palestra sobre os “Princípios constitucionais do processo e a importância da fundamentação das decisões judiciais”, do conselheiro seccional da OAB-SP e docente da UniToledo e Univem Prof. Me. Tayon Soffener Berlanga, que é especialista em Direito Civil e Direito Processual, mestre em Direito das Relações Privadas e autor do livro Ética Geral e Profissional (1999).

Na quinta-feira (15), o médico anestesiologista, advogado, presidente da Sociedade Brasileira do Estudo da Dor (SBED) e da Sociedade de Anestesiologia do Estado de São Paulo (SAESP) e livre docente Prof. Dr. Irimar de Paula Posso, falará acerca do “Erro médico – erro do médico, erro do paciente ou erro do sistema?”.

Encerrando a programação, na sexta-feira (16) a palestra é com o advogado e docente da Escola Paulista de Direito (EPD), Prof. Dr. Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro, autor de obras jurídicas. Ele abordará os “Aspectos processuais da Reforma Trabalhista”.

O evento, realizado sempre às 19h30 no Auditório Miguel Reale, no Câmpus II, é voltado a estudantes e profissionais da área jurídica. (Com informações da Polícia Civil e da UniFAI )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.